fevereiro 10, 2019

Modesto Ayres Dosualdo - de Nova Itapirema para as universidades.

Pequenas localidade às vezes fornecem grandes nomes para a área da cultura, da ciência, da mídia etc. Modesto Ayres Dosualdo é uma dessas pessoas.
Nascido em Nova Itapirema, formou-se na USP e foi professor da Unesp/Ibilce de São José do Rio Preto.
"Natural de Nova Itapirema, interior de São Paulo, o Prof Modesto graduou-se no curso de Letras Anglo-Germanicas, em 1958, pela FFCL (Faculdade de Filosofia, Ciencias e Letras) da USP. Em julho de 1965, tornou0se docente do atual Departamento de Letras Modernas da FAFI.Nas salas de aula do Instituto, lecionava Lingua inglesa, aos alunos do curso de Licenciatura em Letras. Fora do IBILCE, trabalhou como Professor de inglês no ginásio Estadual Jaime Cortesão, de São Paulo (1959 a 1960), no Ginasio Estadual e Escola Normal de Neves Paulista (1962 a 1965) e no Colegio Estadual Prof Jamil khauan, de São José do Rio Preto, (1966).Em agosto de 1993 o Prof Modesto veio a falecer". (Fonte: Unesp-Rio Preto)

janeiro 24, 2019

Evolução populacional do município de Nova Aliança.

A dinâmica populacional de uma localidade sofre variações com os fluxos econômicos de cada época e devido a sua localização, dependendo da dinâmica a população pode aumentar ou diminuir. Aqui não pretendemos estudar esses fluxos econômicos, mas pretendemos apontar as alterações populacionais que o município de Nova Aliança sofreu do decorrer do tempo.
À título de observação pertinente, é normal ocorrer perda de população em municípios de pequeno porte que se localizam a certa distância de centros regionais. Contudo, a distância posta aqui é muito relativa, às vezes à proximidade com esses centros facilita o aumento da população. Isso ocorre, em especial, quando as vias de acesso são eficientes e ligam esses pequenos municípios a pontos estratégicos dos grandes centros. Dessa forma, vemos, por exemplo, municípios como Bady Bassitt e Cedral terem suas populações aumentadas nos últimos anos devido a uma proximidade viável com São José do Rio Preto.
Quanto à Nova Aliança, segundo a Fundação Seade, seu auge populacional se deu na década de 1950.
Vamos aos números.

  • Ano      População.
  • 1927 - 5.116 hab. (na condição de distrito de Rio Preto);
  • 1950 - 13.892 hab.;
  • 1960 -5.535 hab.;
  • 1970 - 4.479 hab.;
  • 1980 - 4.279 hab.;
  • 1990 - 4.214 hab.;
  • 2000 - 4.759 hab.;
  • 2010 - 5.891 hab.;
  • 2018 - 6.875 hab.


Interessante notar a população expressiva no ano de 1950. Vimos que a população do município diminuiu a partir de 1960 e vem aumentando nas duas últimas décadas. Em 1928, quando Nova Aliança ainda era distrito de Rio Preto, a população era mais numerosa que nos anos de 1970, 1980, 1990 e 2000.
Em 1950, a cidade de Nova Aliança não apresentava uma malha urbana muito menor que a atual, a população estava espalhada nas áreas rurais e em alguns distritos que se tornaram municípios, essa é uma explicação para a população da localidade na referida década.
Observem o mapa da cidade no ano de 1947.

 Mapa - 1947. Arquivo Público do Estado de São Paulo. Instituto de Geografia e Geologia.

Fontes:
IBGE (para os anos de 2010 e 2018). 
ABRUNHOSA, Abílio Cavalheiro e LAURITO, Paulo. Álbum Illustrado da Comarca de Rio Preto. Duprat Mayença: 1927-1929. (para 1928).

janeiro 15, 2019

Nova Aliança vista do alto.

Pequenas cidades às vezes não são exploradas na sua imagética como deveriam, ficam no esquecimento. Contudo, existem pessoas que desenvolvem vínculos sentimentais e têm referências com determinadas localidades e cidades, Ricardo Darin é um desses casos.
Ele disponibilizou gentilmente algumas fotos aéreas de Nova Aliança. A visão de cima de um lugar nos proporciona análises impossíveis de serem feitas à altura dos olhos. Através dessas imagens aéreas, é possível termos uma visão detalhada do lugar que estamos acostumados a ver com nossos pés grudados no chão. 







Fotos gentilmente cedidas por: Ricardo Darin.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...