domingo, 28 de junho de 2015

Homem convive com o corpo da mãe em putrefação.

Atrás das grades: Michael Eugene Sticken, 60 anos, foi acusado de furto e falha em relatar a morte de sua mãe
Um homem de 60 anos, morador da Flórida (EUA), que dividia a casa com sua mãe, conviveu com o corpo de sua mãe em putrefação durante quatro meses.
Ele é acusado de receber dinheiro da previdência depois que sua mãe morreu. O caso foi descoberto por um policial  que fez uma visita de bem-estar na residência onde mãe e filho moravam.
O corpo apodrecia no sofá coberto por vários cobertores e exalava um forte cheiro de putrefação. Michael Eugene Sticken está preso, acusado de furto e falha em relatar a morte da mãe.

Informações e imagem: Mail Online.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...